Tratamentos Capilares

Gostou? compartilhe!

Semelhantemente ao que acontece com os tratamentos para flacidez, os tratamentos capilares também se caracterizam por conseguirem ser colocados em prática por meio de duas técnicas distintas. Na primeira delas, denominada de MMP Capilar, o foco é voltado a permissão do estímulo de células-tronco e para o aumento não somente do crescimento em si, mas também do volume capilar. Ainda neste plano inicial, não há como deixar de salientar que, por definição nua e crua, MMP nada mais é, neste caso, do que Microinfusão de Medicamentos na Pele.

Na segunda das técnicas, que por sua vez é chamada de Indradermoterapia, a ação se caracteriza por ser mais direta, objetiva e, melhor ainda, ser pautada na injeção no folículo piloso de medicamentos que atuam especificamente na causa da queda capilar em questão. Ou seja, trata-se de um procedimento que se caracteriza por não ser (ao menos não em grande volume) invasivo e que, de quebra, “vai direto ao ponto”.

Por todas estas razões, termina, é claro, por se apresentar como algo absolutamente comum e trivial que, na prática, os tratamentos para quedas capilares consigam, por que não, ser chamados de diferentes maneiras. Confira a listagem abaixo e comprove alguns exemplos desta tese:

  • Tratamento capilar tradicional;
  • Tratamento capilar masculino;
  • Tratamento capilar a laser;
  • Tratamento capilar com LED;
  • Tratamento capilar contra quedas;
  • Tratamento capilar com ácido hialurônico;
  • Tratamento capilar com botox;
  • Tratamento capilar do tipo MMP;
  • Tratamento capilar com microagulhamento;
  • Tratamento mmp para alopecia;
  • Tratamento capilar de cunho estético;
  • Tratamento capilar do tipo intradermoterapia.

Conheça a Clínica de Estética Moema e, com seus próprios olhos, compreenda por que o espaço é considerado um dos líderes de seu nicho

Visite a sede da Clínica de Estética Moema o quanto antes!